fbpx

Bolsonaro diz que vai divulgar países que compram madeira ilegal do Brasil

O bloco chamado de BRICS, grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, teve sua reunião anual nesta terça-feira (17/11) . O presidente Jair Bolsonaro participou da reunião por meio de vídeo conferência.

Vladimir Putin, presidente Russo, abriu os trabalhos e ao anunciar a fala do presidente brasileiro, pediu a Bolsonaro cooperação na eliminação de barreiras e sanções para se abastecer os países que precisam de mantimento e medicamentos.

Bolsonaro começou falando que está em perfeita sintonia com os demais países do BRICS, no combate ao terrorismo, e em busca de uma vacina própria, brasileira, para conter o coronavírus. Bolsonaro também falou do combate a emissão de carbono. “A nossa Polícia Federal desenvolveu um sistema para identificar por DNA a madeira ilegal e quem a importa. Madeira apreendida e exportada. E vamos  divulgar em breve os países que compram essa madeira e que muito nos criticam” disse o presidente brasileiro.

Bolsonaro ainda criticou duramente a OMS, Organização Mundial da Saúde,  e disse que organismos internacionais precisam de reforma imediata. Sobre a OMC, organização Mundial do Comércio, o presidente brasileiro enfatizou a necessidade da revisão das taxas para produtos agrícolas.

Além de Bolsonaro, ainda discursaram nesta manhã os presidentes Nerendra Modi (Índia), Xi Jinping (China) eCyril  Ramaphosa (África do Sul).

O BRICS foi fundado em 2006. Desde 2009, os líderes dos países se reúnem anualmente. O último encontro do BRICS aconteceu em novembro de 2019, em Brasília.

Este ano por causa da pandemia a reunião entre os líderes foi virtual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *