A notícia não é boa, em 24 horas números de casos de coronavírus dobram no Amazonas

Sobe para 26 os casos de coronavírus no Amazonas

Após nove dias do primeiro caso de coronavírus, o Estado registra, neste domingo (22), 26 casos positivos para Covid-19. São 25 em Manaus e um em Parintins

Anamaria Leventi / redacao@diarioam.com.br Publicado em 22 de março de 2020 às 12:14 

Manaus – Após nove dias do primeiro caso de coronavírus, a capital amazonense registra neste domingo (22), 26 casos positivos para Covid-19. São 25 casos em Manaus e um em Parintins. Um desses casos, um homem, está internado na UTI do Hospital Delphina Rinaldi Abdel Aziz, mas está estável.

Segundo o secretário estadual de Saúde (Susam), Rodrigo Tobias, a partir desta segunda-feira (23), o Hospital Delphina Rinaldi Abdel Aziz vai atender apenas os pacientes com coronavírus. Dispondo de 50 leitos de UTI, equipados e vão ser estendidos para 150 leitos. “Já estamos em situação de transmissão local. Então, todos os casos possíveis serão concentrados no hospital de referência”, disse.

De acordo com a diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto, com exceção do caso de Parintins, os casos que estamos em suspeita para Covid-19 do interior, foram descartados. Em outros municípios não há registro. “A forma mais eficaz de não pegar o novo coronavírus, é ficar em casa. As pessoas precisam deixar de circular, já que quem leva o vírus, são as pessoas”, enfatizou.

Ontem (21), durante coletiva online, Secretário-Executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo, divulgou os últimos dados de casos do novo coronavírus no Brasil, ao todo são 1.128 confirmados e 18 mortes. “Nós estamos em uma situação em que já está caracterizado a transmissão comunitária. Com ela, qualquer um de nós, pode ser um caso suspeito, qualquer cidadão brasileiro que apresente sindrome gripal é um caso suspeito. Então, não existe mais aquela corelação com país de origem ou de ter viajado ou ter contato com alguém que teve afirmativo para Covid-19. Não tem mais necessidade, nenhum sentido, mostrar os casos supeitos. Vamos apresentar dados dos confirmados e dos óbitos”, disse Gabbardo.

De acordo com o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira, no sábado (21), a taxa de mortalidade global está em 1.6%. “Até o momento temos na região norte 26 casos, representando 2,3% do total. Sendo nove no Acre, 11 no Amazonas, um no Amapá, dois no Pará, um em Rondônia, dois em Tocantins e nenhum em Roraima”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: