Search
Close this search box.

Ação para emissão de Carteira de Identidade Nacional acontece para vítimas de incêndios em Manaus


O Governo do Amazonas, por meio das Secretarias de Estado de Segurança Pública (SSP-AM) e Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), realizou, na sexta-feira (16/02), um atendimento extraordinário para expedição da Carteira de Identidade Nacional (CIN) voltado para vítimas do incêndio da Comunidade Bairro do Céu, ocorrido no Centro de Manaus. Ao todo, cerca de 50 pessoas que já estavam com os documentos exigidos para a confecção da CIN em mãos foram atendidas.

Os atendimentos foram realizados no Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) do Parque 10, na zona centro-sul de Manaus. Todos os solicitantes foram encaminhados pela Sejusc, que já havia auxiliado as vítimas na expedição de outros documentos como Certidão de Nascimento, CPF, dentre outros.

Os atendimentos iniciaram a partir das 8h. Um dos atendidos foi o vendedor ambulante Edmilson Galdino, 48. Ele ressaltou a importância de ter os documentos de volta e agradeceu o empenho do Governo do Amazonas.

“A pessoa sem documento não é nada. Já tirei a Certidão de Casamento, o RG também. Vai ficar faltando o Título, mas tudo isso é importante para a gente conseguir a dignidade de volta. Porque quando a gente perde tudo, a gente fica sem chão. Gratidão a todos que estão nos ajudando. Ao Governo do Estado, é só gratidão”, afirmou Galdino.

Todas as novas CINs solicitadas são expedidas pelo Instituto de Identificação Aderson Conceição de Melo (IIACM), órgão vinculado à SSP-AM. De acordo com o diretor do IIACM, Mahatma Porto, a ação foi pensada em conjunto com a Sejusc para devolver às vítimas a cidadania, onde a partir dos novos documentos poderão solicitar outros benefícios.

“Tudo foi providenciado de forma a facilitar a emissão da Carteira de Identidade Nacional. O atendimento das pessoas vitimadas no sinistro está sendo feito hoje e nós vamos, também lá dentro do Instituto, dar prioridade na emissão para que estes documentos cheguem com rapidez às mãos daqueles que necessitam”, afirmou Mahatma.

Serviços humanizados

A secretária executiva de Cidadania, France Medeiros, explica que, além da documentação, a equipe da Sejusc também ofereceu atendimento psicossocial, com o intuito de garantir o bem-estar e a defesa dos direitos das famílias afetadas.

“A Sejusc se fez presente nos dias que ocorreram as duas tragédias, realizando atendimento social, psicológico, preenchendo fichas com informações das vítimas para que a gente pudesse acompanhar a situações dessas pessoas e ajudá-las a superar esse momento tão difícil”, destaca a secretária.

Além da CIN, a Sejusc também auxiliou as vítimas na solicitação de 2ª via do Registro Civil de Nascimento (RCN), com a emissão do documento de hipossuficiência, que atesta a falta de recursos do solicitante e permite a emissão gratuita do documento nos cartórios da cidade.

Atendimentos

Além das vítimas do incêndio, nesta sexta-feira, os atendimentos no posto da SSP-AM instalado no PAC Parque 10, também foram direcionados aos cidadãos que buscaram atendimento de forma prioritária.

Os demais postos de atendimento em Manaus funcionaram normalmente, solicitando os documentos dos cidadãos que realizaram agendamento por meio do site da SSP-AM.

“Nós procuramos atender a todas as pessoas, tendo em mente que é um documento robusto, um documento que passa por várias etapas de confirmação, de registros. Tudo isso para que ao final o cidadão tenha mesmo segurança e possa exercer sua cidadania nos vários atendimentos que ele precise”, frisou o diretor do IIACM.

FOTO: Nonato Rodrigues/SSP-AM



Fonte

Compartilhe nas Redes

últimas noticias