Após plano Dubai, Wilson se reúne com maiores fabricantes da ZFM

Três dias depois do governo federal revelar a gestação de um plano para acabar com a Zona Franca de Manaus, por meio de um projeto chamado Plano Dubai, o governador Wilson Lima (PSC) se reuniu com dirigentes da Associação Nacional dos Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros).

Mais forte segmento da indústria do estado, a associação tem 18 associados instalados no PIM, como, por exemplo, Samsung, LG, Philips, Philco e Whirlpool, e são empresas que respondem por cerca de 30% do faturamento e da geração de emprego no Amazonas.

O plano Dubai foi anunciado à Folha de S.Paulo, na segunda-feira, dia 10, por Carlos da Costa, secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec), órgão ao qual a ZFM está subordinada, no âmbito do Ministério da Economia.

Ato contínuo ao anúncio do secretário, a entidade se mobilizou em Brasília atrás de informações e ontem esteve com o governador Wilson Lima.

A reunião foi para discutir temas relacionados ao desenvolvimento da ZFM, como ações conjuntas para manutenção e aumento de investimentos, geração de emprego e renda das indústrias instaladas no Amazonas, abertura comercial e plano de logística reversa.

Receosos com o ambiente de instabilidade na ZFM, com ataques do governo e a indefinição da volta do funcionamento do Conselho de Administração da Suframa (CAS), os empresários do setor recolheram investimentos.

Durante a reunião, Wilson Lima destacou o esforço do Governo do Amazonas na defesa do modelo Zona Franca e na criação de estratégias para atrair novos fabricantes de componentes, além das ações para elevar o nível de competitividade das empresas instaladas no Polo Industrial de Manaus.

“Das trinta empresas associadas à Eletros, 18 estão aqui em Manaus e isso significa muito. O esforço do Governo do Estado é para trazer as outras 12 e mostrar que aqui é um ambiente seguro para investir. Por isso, temos trabalhado várias frentes em defesa da Zona de Manaus e da sua constitucionalidade”, afirmou Wilson Lima.

O Governo do Amazonas criou um grupo de trabalho que reúne executivos da Eletros e técnicos da Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti) para tratar de forma aprofundada de questões que envolvam a Zona Franca de Manaus.

Grupo de trabalho

Uma reunião foi realizada na manhã desta quinta-feira, dia 13, na sede da Seplancti, e foi definido que uma pauta com vista ao fortalecimento da produção de ar-condicionado e de produtos de áudio e vídeo será apresentada na próxima semana. Só o setor de condicionadores de ar emprega cerca de 10 mil pessoas no Amazonas.

O presidente da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos, José Jorge Júnior, avaliou como positiva a reunião com o governador e a criação do grupo de trabalho para estudar como melhorar a competitividade e produtividade das indústrias instaladas na Zona Franca de Manaus, especificamente no setor de eletroeletrônicos.

“Isso é uma prova de que tanto o setor produtivo quanto o poder público estão muito preocupados com a manutenção dos empregos, com a melhoria da arrecadação e, principalmente, com a atração de novos negócios e novos produtos”, afirmou o presidente da Eletros.

O governador ressaltou que o Governo do Estado pretende trabalhar em três eixos prioritários. “As estratégias precisam estar alinhadas com três eixos: garantir segurança ao empresário, gerar emprego e renda e benefícios ao consumidor final e nós temos isso muito claro. Queremos diversificar as atividades econômicas e, ao mesmo tempo, fortalecer a nossa indústria”, concluiu Wilson Lima.

Foto: Diego Peres/Divulgação/Secom-AM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Fique a vontade!