Search
Close this search box.

Dia Mundial do Meio Ambiente: Ações na prevenção e repressão a crimes ambientais


Neste dia 5 de junho, é celebrado o Dia Mundial do Meio Ambiente, e a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), conta com a Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema), que possui uma forte atuação no combate a esses crimes e já deflagrou várias operações nos primeiros cinco meses deste ano.

A delegada Juliana Viga, titular da Dema, informou que a Semana Mundial do Meio Ambiente é muito importante, pois serve para conscientizar os cidadãos sobre o uso dos recursos naturais, além de ser um momento de reflexão para analisar como as pessoas estão tratando os recursos naturais, incluindo a flora e a fauna.

A Dema atua em todas as situações em que há crimes contra o meio ambiente, abrangendo o ambiente natural, cultural e artificial, incluindo a parte urbanística.

Operações

Segundo a autoridade policial, ao longo do primeiro semestre deste ano, várias diligências foram realizadas pela unidade policial especializada com o objetivo de combater e reprimir crimes dessa natureza.

No dia 9 de abril, duas mulheres, de 45 e 61 anos, foram presas em flagrante pelo crime de maus-tratos praticado contra três cachorros no bairro Petrópolis, zona sul. Elas não tinham a tutela dos animais, e dois deles estavam em estado de desnutrição.

Outra operação resultou no desmantelamento de um grupo criminoso que promovia rinhas de galo em diversos estados do Brasil. Os suspeitos se reuniam para promover esses eventos, e a divulgação ocorria abertamente pelas redes sociais. Nos dias 26 e 27 de janeiro deste ano, foi realizado um evento em Manaus, que resultou na prisão de 16 pessoas em flagrante.

No início de maio, mais quatro homens foram presos preventivamente. Esses infratores organizavam as rinhas de galo com o intuito de angariar grandes quantidades de dinheiro, constituindo assim uma organização criminosa para angariar recursos por meio dos maus-tratos desses animais.

Durante a operação, foram apreendidos 81 galos vivos que foram encaminhados para a Comissão de Proteção aos Animais, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Em 24 de maio, foi realizada pela PC-AM, Polícia Federal e Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) a Operação Água Pura, cujo objetivo foi apurar o crime de poluição, com despejos de efluentes de forma indevida no Lago do Aleixo, zona leste da capital.

A delegada Juliana Viga informou que as investigações iniciaram após o recebimento de denúncias de poluição hídrica e do solo por parte de empresas que lançavam efluentes líquidos não tratados no meio ambiente. Essa prática provocou a morte de vários peixes, além do comprometimento da flora.

“Três empresários foram presos em flagrante por poluição, tiveram suas atividades empresariais embargadas. Os caminhões apreendidos e as empresas foram autuadas, com pagamento de multas que ultrapassaram R$ 1 milhão”, relatou a delegada.

Além disso, nos primeiros cinco meses deste ano, houve diversos flagrantes por crimes de maus-tratos, em que animais eram encontrados em estado de negligência, expostos ao sol, à chuva, sem alimentação adequada.

Orientação

A Dema atua em situações de crime ambiental, lavrando o auto de flagrante quando necessário. O apoio da população é fundamental para o sucesso das ações da unidade policial especializada, pois as denúncias fornecem informações valiosas sobre locais de crimes ambientais.

“O crime ambiental hoje pode comprometer o futuro de toda uma geração, seja uma reserva florestal ou até mesmo recurso hídrico, queimadas e desmatamento. Então, precisamos ser conscientes agora para não afetar futuras gerações”, alertou.

Denúncias

Os crimes ambientais podem ser denunciados na unidade policial mais próxima ou diretamente na Dema, localizada na rua Paul Adam, conjunto Shangrilá, bairro Parque Dez de novembro, zona centro-sul.

O Boletim de Ocorrência (BO) pode ser registrado também na Delegacia Virtual (Devir), no site: https://delegaciavirtual.sinesp.gov.br/portal/.

As denúncias podem ser realizadas pelo 181, disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

FOTO: Erlon Rodrigues e Divulgação/PC-AM



Fonte

Compartilhe nas Redes

últimas noticias