Search
Close this search box.

Estiagem 2024: Defesa Civil do Amazonas apresenta previsões em reunião do agronegócio


Na tarde desta quinta-feira (25/04), o secretário executivo da Defesa Civil do Amazonas, coronel Máximo, apresentou o prognóstico sobre a estiagem prevista para 2024 durante uma importante reunião realizada na sede da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (FAEA). O encontro teve como palco o Comitê de Apoio ao Desenvolvimento do Agronegócio no Amazonas (CADAAM) e reuniu diversos representantes e órgãos do setor primário do Estado.

O encontro reuniu especialistas e interessados na mitigação dos efeitos da estiagem, especialmente considerando seu impacto direto sobre as atividades agrícolas e pecuárias na região. O coronel Máximo trouxe à mesa dados fundamentados em análises das principais instituições de referência, como CENSIPAM, INPA, IRI, SGB-CPRM, UEA e UFAM, fornecendo um panorama claro e objetivo sobre os desafios que possivelmente se aproximam.

Durante a apresentação, foram discutidas medidas preventivas e estratégias de resposta a serem adotadas, visando minimizar os prejuízos e proteger a população e os recursos naturais da região. A participação ativa dos representantes do setor primário foi essencial, proporcionando um diálogo direto entre as autoridades e os principais interessados.

“A estiagem é um fenômeno que está cada vez mais recorrente em nossa região, e é de suma importância que estejamos preparados para enfrentá-la da melhor forma possível. A colaboração e o engajamento de todos os envolvidos são fundamentais para garantir a segurança e o bem-estar de nossa comunidade e o desenvolvimento sustentável do agronegócio.”, destacou o secretário.

Ao final do encontro, os representantes dos diversos órgãos, entidades e cooperativas presentes se comprometeram trabalhar em conjunto para enfrentar os desafios que a estiagem de 2024 possa trazer. Além disso, ressaltaram a importância de se investir em medidas preventivas e em tecnologias que possam auxiliar na adaptação e na resiliência das comunidades frente aos eventos climáticos extremos.

Foto: Mylena Matos/Defesa Civil do Amazonas



Fonte

Compartilhe nas Redes

últimas noticias