Search
Close this search box.

Mais de 160 toneladas de medicamentos e insumos foram enviados para 34 municípios


MANAUS – AM: 03/07/24 – ESTIAGEM – SES – EMBARQUE DE MEDICAMENTOS PARA A CALHA DO ALTO SOLIMÕES FOTOS: ANTONIO LIMA/SECOM

Para minimizar os impactos da seca severa prevista para este ano, o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), enviou, nesta primeira etapa do plano de contingência, mais de 160 toneladas de medicamentos e insumos para abastecer a rede hospitalar de 24 municípios do estado. A prioridade é suprir 34 cidades das calhas do Madeira, Juruá, Purus e Alto Solimões.

Em 2023, o Estado registrou a maior seca em 120 anos e a perspectiva é de que este ano a situação possa se agravar também. Segundo o governador Wilson Lima, o envio adiantado dos medicamentos e insumos para os municípios de difícil acesso faz parte das ações de enfrentamento à estiagem.

“Desde o início do ano estamos em campo, com ações voltadas para minimizar os efeitos da estiagem que devemos enfrentar já agora no mês de julho. Estamos trabalhando de forma antecipada para minimizar os impactos desse período. Todo esse trabalho foi planejado desde o ano passado e, agora, já estamos em fase de execução para que a gente leve assistência aos moradores das localidades mais distantes do estado”, afirmou o governador Wilson Lima, sobre a antecipação dos trabalhos.

Conforme a secretária de Estado de Saúde, Nayara Maksoud, a navegação nesse período fica prejudicada, colocando em risco as embarcações que podem ficar encalhadas em bancos de areia, por isso, a logística deste ano está sendo diferenciada para que os moradores não fiquem sem o abastecimento desses itens prioritários.

“Nós temos regiões como Guajará, Envira e Ipixuna, que são municípios onde as balsas já estão com dificuldade de chegar, por isso organizamos uma rota diferenciada para que a população não fique prejudicada. Era necessário que a gente fizesse um aporte maior de medicamentos e insumos”, ressaltou Maksoud.

Entre os itens que estão sendo enviados, está o kit calamidade, composto por 32 medicamentos e 16 insumos estratégicos para o atendimento básico. Também estão incluídos medicamentos como amoxicilina, paracetamol, omeprazol, ibuprofeno, entre outros, além de insumos como ataduras, hipoclorito de sódio, seringas e máscaras.

Os envios começaram no dia 28 de junho, pelos municípios de Apuí, Borba, Manicoré, Humaitá, Novo Aripuanã e Nova Olinda do Norte. A Calha do Juruá e do Purus também já estão na rota para receber os suprimentos. Na quarta-feira (03/07), 60 toneladas de medicamentos foram enviadas para a Calha do Alto Solimões.

Plano de contingência

O plano de contingência da SES-AM inclui, ainda, o fortalecimento da Telessaúde para consultas on-line, e a remoção de pacientes em casos emergenciais. Além de ações de prevenção, preparação e resposta aos desastres relacionados à seca e estiagem, para otimizar os recursos necessários à assistência e ao monitoramento das populações atingidas.

FOTO: Antonio Lima/Secom



Fonte

Compartilhe nas Redes

últimas noticias