fbpx

Nicolau procura Polícia Federal para denunciar melícias digitais que estão interferindo na campanha 2020

Acompanhado dos deputados federais Sidney Leite (PSD) e Bosco Saraiva (Solidariedade), Nicolau foi recebido em audiência pelo superintendente da Polícia Federal no Amazonas, delegado Alexandre Saraiva 

Conteúdo: Gabriel Ferreira, da redação do BNC Amazonas

Nicolau pede que Polícia Federal apure crimes de milícias patrocinadas

Candidato a prefeito de Manaus pelo PSD, Ricardo Nicolau entrou hoje (21) com pedido de investigação pela Polícia Federal. Ele acusa estar sendo vítima de ataques cibernéticos nas redes sociais.

Acompanhado dos deputados federais Sidney Leite (PSD) e Bosco Saraiva (Solidariedade), Nicolau foi recebido em audiência pelo superintendente da Polícia Federal no Amazonas, delegado Alexandre Saraiva.

De acordo com Nicolau, seus perfis e da campanha têm sofrido disparo em massa de fake news (notícias falsas) e ataques pessoais nas redes de internet.

No WhatsApp, por exemplo, há suspeita de disparos em massa “até de números aleatórios. E também o uso das redes sociais com artes montadas e  informações inverídicas”.

Diante disso, afirmou Nicolau, resolveu pedir ajuda das autoridades para coibir a prática proibida pela legislação eleitoral também.

Acrescentou ainda o candidato que foi preciso pedir essa investigação com brevidade, considerando que estas eleições vão ser de “tiro curto”. Restam apenas 24 dias para o primeiro turno.

Além da providência da Polícia Federal, o candidato disse que o caso vai ser levado também à Justiça Eleitoral. “Não vamos deixar que fiquem impunes os crimes eleitorais que estão patrocinando”.

Leia mais

https://bncamazonas.com.br/eleicoes2020/nicolau-cresce-amazonino-david-caem/embed/#?secret=RdFz0cAXpJ

Milícia patrocinada 

Conforme Nicolau, os ataques direcionados configuram a existência de “milícias patrocinadas” agindo nesta eleição.

[Tratam-se de] “pessoas que estão sendo pagas para realizar [esses crimes] no anonimato, para fazer, e nós não vamos permitir isso. Nós queremos que a Justiça e que a Polícia Federal possam ajudar a esclarecer. E todos os responsáveis vão ser punidos no rigor da lei”.

Leia mais

Justiça reconhece direito de Nicolau de citar empresa de sua família

Prejuízo ao candidato

À frente do caso, o advogado José Fernandes Júnior disse que “o prejuízo para a imagem dele [Nicolau] é enorme, claro. Além do dano moral, que claro é buscado na esfera civil, existe o dano eminente, que é o dano político”.

Dessa maneira, Fernandes disse que a intenção dos milicianos digitais é macular a imagem do candidato disseminando mentiras, fake news.

Em síntese, o advogado de defesa do candidato disse que a Justiça vai ser buscada para impedir a ação criminosa.

“Nós vamos pedir providência à Justiça Eleitoral, só que o poder de investigar é da polícia, não é do TRE [Tribunal Regional Eleitoral]. Queremos propor ações criminais, mas para que tenha fundamentação básica, tem de haver um inquérito, uma investigação”.

Sobre as características dos ataques, Fernandes disse que eles se intensificaram nos últimos quatro dias.

“São postagens que, além de serem inverdades, denigrem a imagem pessoal. Aliás, a legislação eleitoral não permite isso. Então, são crimes cibernéticos”.

Como resultado, o advogado disse que a Polícia Federal foi procurada em primeiro lugar porque a legislação diz que crimes cibernéticos devem ser apurados pela polícia.

Foto: BNC Amazonas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *