Search
Close this search box.

PC-AM e PM-AM prederam um homem por duplo homicídio e ocultação de cadáver em Tonantins


A Polícia Militar do Amazonas (PMAM), por meio do 2º Pelotão de Polícia Militar (PEL), em ação conjunta com a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), prendeu um homem de 40 anos por envolvimento em um duplo homicídio e ocultação de cadáver em Tonantins (a 865 quilômetros de Manaus). A ocorrência foi registrada na tarde desta quarta-feira (14/02) no porto hidroviário do município.

Na noite de terça-feira (13/02), os policiais militares foram acionados após receberem informações de que populares teriam encontrado um corpo carbonizado na estrada do São Francisco, próximo à torre de TV.

O comandante do 2º PEL, Capitão Ribeiro, destacou que os policiais militares foram até o local e encontraram, em um buraco, um corpo completamente carbonizado. Durante a verificação, constataram-se restos mortais de outra pessoa, nas mesmas condições do primeiro corpo.

A equipe policial do 2º PEL acionou policiais civis para os procedimentos de perícia dos dois corpos encontrados. De acordo com o Capitão Ribeiro, o homem teria realizado as execuções no domingo.

“O autor dos homicídios fugiu para Santo Antônio de Içá (a 880 quilômetros de Manaus) na segunda-feira. Hoje, recebemos informações, através de denúncias, de que ele teria embarcado em um barco de linha Tabatinga-Manaus, com parada aqui em Tonantins. Deslocamos as equipes da PMAM e PC-AM para o porto do município para realizarmos a prisão”, informou o capitão Ribeiro.

Segundo o delegado Wellery Aleff, da 54ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Tonantins, foi realizada uma vistoria minuciosa na embarcação apontada.

“O homem foi capturado, tentando se esconder. Ele foi prontamente conduzido para a 54ª DIP, onde em seu depoimento confessou a prática de dois homicídios brutais, nos quais após a prática do homicídio, ainda carbonizou e ocultou os corpos. O criminoso inclusive já é foragido da Justiça por diversos processos”, informou o delegado.

O delegado Wellery Aleff informou ainda que, conforme depoimento do autor do homicídio, as vítimas seriam uma mulher chamada Maria Rosângela de Souza Marinho, conhecida como ‘Rosa, e Gilson Penha dos Santos, conhecido como ‘Sombra’, o que foi confirmado pelos familiares.

A motivação dos crimes ainda está sendo investigada, mas o delegado responsável pelo caso já descartou a possibilidade de crime passional.

Fotos: Divulgação/PMAM e Divulgação / PC-AM



Fonte

Compartilhe nas Redes

últimas noticias