Search
Close this search box.

Receita Federal apreende 15 toneladas de pirarucu em operação conjunta com o IBAMA


A Receita Federal, em uma ação coordenada com o IBAMA, realizou uma importante operação de fiscalização que resultou na apreensão de 15 toneladas de pirarucu (Arapaima gigas), que estava indo para Singapura. Este feito destaca o papel crucial da Receita Federal na proteção do meio ambiente e na preservação de espécies ameaçadas.

O pirarucu, listado na Convenção CITES (Convenção sobre Comércio Internacional das Espécies da Flora e Fauna Selvagens em Perigo de Extinção), só pode ser exportado com uma Licença emitida pelo IBAMA. No entanto, a empresa exportadora não possuía essa licença, configurando uma tentativa de exportação ilegal. A fiscalização da Receita Federal revelou que a mesma empresa havia realizado duas exportações ilegais em 2023, totalizando 100 kg de pirarucu.

A operação, realizada em dois portos estratégicos, resultou na apreensão de 6,1 toneladas de pirarucu no porto de Manaus e de 8,2 toneladas no porto de Vila do Conde, no Pará. Além do perdimento da mercadoria, o IBAMA aplicou uma multa de 125 mil reais, reforçando o rigor das penalidades para crimes ambientais.

Com a criação do Grupo Curupira, a Equipe Nacional de Combate ao Tráfico de Espécies, a Receita Federal intensificou seus esforços para combater o contrabando de bens ambientalmente sensíveis. Em 2024, essas ações resultaram em apreensões significativas, como a de 12 arraias no Aeroporto de Manaus e de quase 80 toneladas de madeira destinadas aos Estados Unidos.

O compromisso da Receita Federal com a proteção do meio ambiente é inabalável. As 15 toneladas de pirarucu apreendidas serão doadas para instituições públicas, garantindo que a fauna brasileira seja preservada para as futuras gerações.

Foto: Divulgação



Fonte

Compartilhe nas Redes

últimas noticias