Toffoli suspende investigação do caso Queiroz contra Flávio Bolsonaro

As investigações do Ministério Público do Rio de Janeiro contra o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) acabam de ser suspensas pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

A suspensão vale para todas as apurações em curso contra o senador, e para qualquer outra pessoa investigada no Brasil, que tenham partido de informações do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), sem prévia autorização judicial.

No caso de Bolsonaro, a partir de agora, está paralisada a principal investigação contra o parlamentar, que envolve seu ex-assessor Fabrício Queiroz.

O Coaf apontou movimentação de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária de Queiroz durante um ano sem que houvesse esclarecimento.

Afetados

A defesa de Flávio alega que há em discussão na corte um tema de repercussão geral, que pode afetar todos os processos semelhantes no país, tratando justamente da possibilidade de compartilhamento de dados por órgãos de controle sem prévia autorização judicial.

A decisão de Toffoli vale até que o STF julgue esse recurso em novembro.

*Com informações da revista Exame.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: