Vídeo: filha que matou o pai com 13 facadas em 2015 vai a júri popular

A jovem matou o pai com 13 facadas e desde 2015 aguardava por julgamento

Manaus- A jovem Kimberly Keyce de Jesus da Silva (23), acusada de matar o próprio pai a facadas em 2015 foi a júri popular nesta quinta-feira (8) no Fórum Ministro Henoch Reis, localizado na avenida Paraíba, s/n, bairro São Francisco, zona sul de Manaus. A jovem respondia em liberdade e desde o flagrante é monitorada por tornozeleira eletrônica.

Relembre o caso

O crime aconteceu no dia 9 de junho de 2015, na rua Palermo, bairro Nova Cidade, na zona norte de Manaus. Kimberly teria assassinado o pai Kedson Barbosa da Silva ,41, com sete facadas no peito, cinco no pescoço e uma na mão logo após ele a ter estuprado. Ao constatar a morte da vítima, a jovem tentou esconder o cadáver em uma cova rasa no quintal de casa.

Segundo a jovem, os abusos aconteciam há mais de seis anos, sempre seguidos de ameaças. Os estupros não foram comprovados pelo exames do Instituto Médico Legal (IML) na época. Desde 2015, Kimberly responde ao crime em liberdade.

Na época do crime, o então delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Ivo Martins, informou que durante a limpeza na casa da autora do crime, encontrou o livro por título “Mentes criminosas 2” que reforça a teoria que a jovem premeditou o crime contra o pai.

Em 2010, Kimberky denunciou o pai por estupro na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e o Adolescente (Depca), mas após exame de corpo e delito foi comprovado que não houve conjunção carnal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: