fbpx

Você sabe que o autoexame da mana pode salvar vidas ? Dica SAMEL

Sabe como fazer o seu? Leia!

Conhecer o próprio corpo é uma maneira eficiente de identificar doenças ainda na fase inicial. O autoexame da mama é um exemplo clássico nesse sentido, que ajuda as mulheres a notarem de forma precoce o câncer de mama.

Quando feito corretamente, o autoexame pode ser um grande aliado no combate à doença, já que quanto mais cedo ela é descoberta, maiores as chances de cura.

Embora essa seja uma pauta frequente na mídia, falar do câncer de mama é sempre importante, afinal a doença continua fazendo um grande número de vítimas a cada ano.

E por falar nisso, você já fez o autoexame? Sabe como proceder?

Para ajudar você, a Samel trouxe neste conteúdo o passo a passo para realizar o autoexame da mama em casa de forma eficiente e segura.

Acompanhe!

Antes de tudo, o que é o câncer de mama?

É um tumor maligno que se desenvolve na mama como consequência de alterações genéticas das células. Quando isso ocorre, um conjunto de células passa a se dividir descontroladamente dando origem ao câncer de mama.

Fatores de risco

  • Idade;
  • Gênero;
  • Fatores genéticos;
  • Histórico pessoal;
  • Raça e etnia;
  • Mamas densas;
  • Menopausa após os 55 anos.

Estilo de vida como fator de risco

  • Obesidade;
  • Alcoolismo;
  • Falta de atividade física;
  • Ter filhos;
  • Uso de pílulas anticoncepcionais;
  • Amamentação.

Números do câncer de mama no Brasil

No Brasil, excluídos os tumores de pele não melanoma, o câncer de mama é o mais incidente em mulheres, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Para o ano de 2020 foram estimados 66.280 casos novos, o que representa uma taxa de incidência de 43,74 casos a cada 100 mil mulheres.

Os números preocupam as entidades de saúde, que anualmente realizam a campanha Outubro Rosa. O movimento visa alertar as mulheres quanto aos riscos da doença, incentivando inclusive o autoexame da mama como forma de prevenção.

O que é o autoexame da mama?

O autoexame é o exame realizado pela própria mulher, por meio do toque e observação de outros sinais na região das mamas que podem indicar a presença do câncer.

Ele é fundamental para identificar nódulos e demais anomalias que podem comprometer a saúde. Durante a observação, a mulher precisa ficar atenta aos seguintes sinais:

  • Secreção escura;
  • Pele enrugada;
  • Inchaço e vermelhidão;
  • Nódulos aparentes;
  • Ferida na mama.

Quando fazer o autoexame?

Todas as mulheres devem fazer o autoexame da mama após os 20 anos. De preferência 7 dias após o início da menstruação, que é quando as mamas estão mais flácidas e indolores. A partir dos 35, é preciso aliar o autoexame às idas regulares ao médico, principalmente se a pessoa tem histórico de câncer na família.

Leia também:

– Exame de toque retal: 15 segundos que podem salvar uma vida
– Homens também podem desenvolver câncer de mama 

Como fazer o autoexame da mama?

Para tornar o autoexame prático e eficiente, existem três formas recomendadas pelos médicos: em frente ao espelho, em pé durante o banho e deitada. Para facilitar o seu entendimento, observe o infográfico abaixo:

Download do Infográfico

Como fazer a palpação em pé

  1. Levante o braço esquerdo e o apoie na cabeça;
  2. Estique a mão direita para examinar a mama esquerda;
  3. Sinta a mama e faça movimentos circulares, de cima para baixo;
  4. Repita os movimentos na outra mama.

Como fazer a palpação deitada

  1. Molhe uma toalha e dobre-a sob o ombro direito;
  2. Examine a mama direita com movimentos circulares e faça uma leve pressão;
  3. Apalpe a metade externa da mama;
  4. Logo após isso, apalpe as axilas;
  5. Faça o mesmo com a mama esquerda.

Como fazer a observação em frente ao espelho

  1. Observe os dois seios com os braços caídos;
  2. Com as mãos na cintura, faça força e observe se há alguma anormalidade na forma comum das mamas;
  3. Coloque as mãos atrás da cabeça veja o tamanho e posição do mamilo;
  4. Com leveza, pressione o mamilo e certifique se existe eliminação de secreção desconhecida (que pode ser um dos sinais da doença).

O que fazer ao notar alterações?

Embora o autoexame seja importante para notar o câncer, ele não é o diagnóstico da doença. Por isso, se você perceber qualquer tipo de alteração na região mamária, o mais indicado é buscar ajuda médica o quanto antes.

O especialista irá solicitar exames específicos, de imagem ou biópsia, para fazer a prova e descartar ou não o câncer de mama.

Pronta para fazer seu autoexame da mama? Esperamos que as informações deste conteúdo tenham ajudado você. A Sameldisponibiliza um infinidade de conteúdos gratuitos sobre saúde no nosso blog. Leia também: Qualidade de vida no novo normal: 5 hábitos para adotar hoje mesmo.

Por: Samel 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *