Search
Close this search box.

Poesia: Pra sempre curumim

_Valter Calheiroos_

Olha o curumim brincando
na trama do beiradão
entre as fraldas e o terreiro
um momento de emoção.

Olha o curumim sonhando
nas beiradas do rio mar
olha a mãe quase rezando
quando fica a trabalhar.

Olha o prato e a panela
a comida foi servida
e as águas que lavam tudo
dão um toque de acolhida.

Olha o curumim crescendo
ai de ti e ai de mim
se na vida nós pudermos ter
o dom de ser pra sempre curumim.

Retratos e breve poesia
Fotos: Valter Calheiros
Lago da Colônia Antônio Aleixo – junho2024

Compartilhe nas Redes

últimas noticias