Search
Close this search box.

Moradores do bairro Lírio do Vale participam de ação social


A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), em parceria com o Instituto Alvorada, realizou, nesta sexta-feira, 21/6, uma ação social de serviços gratuitos no bairro Lírio do Vale, na zona Oeste. 

A ação foi desenvolvida a partir de parceria firmada entre o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Alvorada 3 e a instituição, levando serviços de inserção e atualização do Cadastro Único, emissão da Carteira do Idoso, serviços de embelezamento, massoterapia, atendimentos básicos de saúde e inscrição para o benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE). Os atendimentos foram realizados na sede do instituto. 

De acordo com a coordenadora do Cras Alvorada 3, Socorro Batista, a ação é importante à medida que expande a atuação do equipamento dentro de sua área de abrangência e o aproxima da população. “Essas parcerias nos permitem trabalhar de forma mais próxima de nossos usuários e ainda nos ajudam a estreitar nossa relação com organizações parceiras, parte importante da política de assistência social”, destacou.

Fundado há quatro anos, o Instituto Alvorada é responsável por oferecer apoio psicossocial e serviços socioassistenciais gratuitos a famílias em situação de vulnerabilidade social do bairro Lírio do Vale e comunidades adjacentes. Para a diretora-presidente do instituto, Regislaine Pimentel, ter o apoio da gestão municipal para trazer mais serviços às famílias atendidas por ela e sua equipe é essencial para a qualidade de vida dessas pessoas. 

“É uma questão de locomoção que acaba sendo a chave de tudo. Quando recebemos esse apoio e conseguimos trazer esses serviços para dentro do bairro, garantimos que mais famílias tenham acesso a esses serviços. É um atendimento que se torna mais prático, rápido e eficaz para todos aqueles que precisam”, explicou. 

A dona de casa Teresinha do Carmo, 56, ressaltou essa praticidade trazida pela ação. Enquanto seu marido era atendido para que sua Carteira do Idoso fosse emitida, Teresinha buscou a inscrição na Tarifa Social de Energia Elétrica.

“É uma oportunidade que a gente tem para conseguir resolver nossa vida. São serviços que vêm praticamente na porta da nossa casa, então precisamos aproveitar o máximo possível”, concluiu.

Foto – Diego Lima / Semasc



Fonte

Compartilhe nas Redes

últimas noticias