Search
Close this search box.

Ex-namorado da sinhá Djidja Cardoso aparece e presta depoimento

Manaus – Na tarde desta segunda-feira (3), o personal trainer Bruno Roberto, ex-namorado de Djidja Cardoso, prestou depoimento como testemunha à Polícia Civil do Amazonas. A morte de Djidja está sendo investigada por suspeita de overdose de cetamina.

Relato de Bruno Roberto

De acordo com informações apuradas pela Rede Amazônica, Bruno Roberto afirmou em seu depoimento que se afastou de Djidja e do grupo religioso “Pai, Mãe, Vida” após ser advertido por um médico sobre os perigos do uso da cetamina. Esse grupo, criado pela família de Djidja – Ademar e Cleusimar Cardoso – está sendo investigado por tráfico de cetamina.

Investigação e Grupo Religioso

A polícia começou a investigar a família Cardoso há pouco mais de um mês. Segundo o inquérito, o grupo religioso incentivava o uso de cetamina para alcançar uma suposta plenitude espiritual. A situação se complicou após a morte de Djidja, levando a um maior escrutínio sobre as atividades do grupo. Bruno Roberto, que já havia seguido os ensinamentos da doutrina, decidiu cobrir uma tatuagem que fez baseada nos preceitos do grupo, simbolizando seu distanciamento.

Compartilhe nas Redes

últimas noticias